Página em Branco

Nada posso fazer
Se as palavras se esvaem
Deixaram-me em paz
Sem nem um porquê

Você não me traz
Uma rima bandida
E o resto me foge
quando está de partida

Página em branco
arrancada d’um canto
do meu coração

E a que isto é uma ode?
Suas faíscas me mordem
mas elas não podem
devolver minhas frases

Ficamos no quase
Prometemos o mundo
Mal chegamos na cidade
e só ficamos um segundo

Página em branco
rabiscada de pranto
na minha solidão

Se aqui era o lugar de uma carta de amor,
desculpe-me, por favor.

Advertisements

2 thoughts on “Página em Branco

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: